31 de jul de 2008

Domínios em Cuba



Quer registrar um domínio em Cuba? :D
Retirado do Velho.




Bom Guitarrista x Guitarrista Emo

Auto-explicativo né?

huAhuaHUAauhhuaHUAHUHUA

Olimpíadas

Olimpíadas de Pequim chegando, vejo todo o ufanismo global em torno da "maior delegação brasileira" de todos os tempos. Apoiada pela "melhor campanha brasileira" na história dos jogos Panamericanos.

Grande merda. Vejo mais uma grande frustração olimpica (a exceção do vôlei masculino e feminino e do futebol feminino) pela frente.

Se houvesse uma olimpíada da corrupção, entretando, não ia ter China, Eua, Cuba que ganhasse. A gente ia levar todos os ouros, porque nisso nossos políticos são especialistas. Roubar o ouro dos outros.

Contador de Dorflex

Ontem mais um para a conta, pelo mesmo motivo do anterior: dor nas costas. Que não passou, então a patroa mandou tomar anti-inflamatório, que devo começar logo mais.

30 de jul de 2008

Enquete

Com 3 votos computados, o Dorflex foi o campeão da enquete, que ainda teve um terceiro voto para a opção Dormir.

OBS.: a enquete não tem valor científico.

Wanted? I don´t want.

*** CONTÉM SPOILER ***

Criou-se uma expectativa muito grande em torno desse filme. Tudo hoje em dia é motivo pra se criar uma Hype em volta, e com Wanted não foi diferente. Quando lançaram o trailer em março, e Angelina Jolie apareceu com seu bocão atirando uma bala que faz curva num revólver que tem câmera digital, a galera foi ao delírio. James McAvoy e Morgan Freeman são dois excepcionais atores completamente desperdiçados nesse filme.

Pronto, a Matrix vem aí de novo. Um filme que vai revolucionar o Sci-Fi como Matrix o fez. Piada. Ação fraquíssima. Nos 15 primeiros minutos do filme, vi uma cena tão mentirosa e forçada que tive vergonha alheia e parei de ver o filme. Foi realmente constrangedor.

O contador fracote com ataques de pânico em 1 mês vira o maior serial killer vivo. Atira balas que fazem curva (único conceito legal que vi no filme), etc. E é impressionante como ele aceita fácil o que dizem a ele. Ou ele é muito crédulo ou muito idiota. E o que é aquele açougueiro gordão cortando ele?

Paródia total com Marty McFly. Se chamar o cara de franguinho ele pega ar. O cara se fode tanto que tem que passar o dia inteiro na bandeira com o curandeiro russo. Que por sinal é quem dá a dica a ele de como explodir aquela birosca chamada Fraternidade.

Eu não li os quadrinhos. Agora imaginem comigo: se eu que não li e teoricamente teria uma facilidade maior pra aceitar a adaptação, já que não tenho a base do gibi para criticar, achei o filme um lixo, imagina quem já leu os quadrinhos? Tempo perdido, comparável a Jumper (que ao menos sempre mostrou que era trash e não criou falsas expectativas). Nem foto do pôster mereceu ser colocada aqui.

Resumindo, o filme deveria chamar-se Wasted.

Contador de Dorflex

Ontem a tarde tive que tomar um Dorflex (como se eu não gostasse), mas o motivo não foi dor-de-cabeça suportável nem exaqueca (iu huuu!). É que tenho trabalhado ate tarde e esse carrega CPU pra cá, carrega CPU pra lá, fez com que minha coluna ficasse um bagaço. Nem consigo virar o pescoço direito, tá punk :/

Whatever, mais um para a conta.

29 de jul de 2008

Brinquedinho legal ou futuro da computação?

Olha que gadget cool a Microsoft lançou. Trata-se do Microsoft Sphere, um computador esférico sensível a múltiplos toques, similar ao Microsoft Surface (já usado em hospitais e lojas nos EUA).
Não há previsão de lançamento comercial, mas já dá pra notar que Minority Report está cada vez mais perto da nossa realidade (à exceção dos pre-cogs, claro).

Músicas que grudam no meu ouvido

Coldplay é uma banda que eu adoro. Acho que praticamente todos os dias escuto alguma coisa deles. Talvez seja a banda dos anos 2000 até o momento.

E das músicas que grudam no meu ouvido, a mais recente foi justamente deles, a nova Violet Hill, que segue abaixo.

Enjoy!

No meu desktop ninguém mexe.

Existem muitas coisas pessoais onde guardamos segredos, detalhes de nossa vida. Um diário, um baú, enfim, um recipiente (não necessariamente concreto) para armazenar nossa quase nenhuma privacidade.

Se alguém penetra (no bom sentido) de alguma forma esse local, nos sentimos invadidos, violados, nus. É uma agressão pior que um soco no baço ou um chute no saco (aí já tenho minhas dúvidas).

No mundo moderno-digital-tecnológico em que vivemos atualmente o nosso dia-a-dia cotidiano de sempre, não poderia ser diferente. Apenas nossas caixas de pandora ficaram mais modernas.
Quem aqui gosta daquele amigo ou amiga que pede o celular pra olhar e mexe em tudo? Muda o toque padrão, lê os SMS que estão armazenados, altera o nome dos contatos, etc.? Vou mudar o idioma do meu celular pra Russo, só assim deixam o pobre coitado em paz.

No meu caso, com relação ao celular nem me incomodo tanto, pois não tem nada demais nele e só o uso para ligar e receber. E mesmo assim só telefono pra minha patroa, meus irmãos e meus pais.

A minha caixa de pandora é o meu laptop. Mais precisamente a minha área de trabalho. Nem me incomodo que usem o laptop, mas o meu desktop é sagrado. Ícones milimetricamente organizados, papel de parede escolhido a dedo, programas especificamente instalados por uma razão que apenas eu sei.

Eu fico menos possesso com alguém que inventa de abrir um e-mail com anexo duvidoso e o executa do que com alguém que olha e pensa: "que ícone inútil, vou apagar pra ajudar ele."
Aí o sangue espirra pelos olhos.

Essa semana mudei de laptop, e me parte o coração ter que refazer todo o meu desktop. Tomo todas as precauções para que ele fique quase que exatamente como era antes. Até a posição dos ícones. Faço backup de tudo, reposiciono no mesmo local no novo computador e voi lá! Nem parece que mudou. De fato me incomodo mais em mudar meu desktop do que com mudar de apartamento. Pra mim mudar de apartamento é menos trabalhoso e traumático.

Conselho de amigo: não modifiquem a área de trabalha alheia. Ainda mais se for a minha.

28 de jul de 2008

Coisas de criança que adultos continuam fazendo

É engraçado como taxamos e rotulamos muitas coisas, porém é o ditado "Faça o que eu digo, nao faça o que eu faço" que reina. Pensando nisso resolvi listar, com a ajuda de amigos quais seriam "coisas de criança que adultos continuam fazendo".

A primeira pergunta que surgiu foi "mas que tipo de coisa de criança?" Oras, quaisquer coisas que seriam rotuladas como coisas de criança, mas que por algum motivo os adultos insistem em continuar fazendo, talvez para não perder o elo com a infância que já foi.

Sendo assim, vamos a listinha:

1) Olhar o cocô quando termina o serviço (Tinha que ser...);
2) Colocar meleca embaixo da mesa;
3) Brincar de fazer bolha de sabão e catavento;
4) Comer porcaria;
5) Brincar de boneca, casinha, carrinho;
6) Ler gibi, assistir desenhos animados;
7) Jogar videogame;
8) Comer brigadeiro de colher e lamber a panela da cobertura do bolo; (Por Taísa);
9) Espiar a vizinha tomando banho; (Mortadela secão);
10) Chupar pirulito;

Realmente são coisas interessantes que meus amigos seqüelados faziam quando criança e continuam fazendo após (supostamente) virarem adultos.

Eu ainda adicionaria:

11) Chorar por besteira;
12) Ter frescura pra comer alguma coisa;
13) Queixão pra tomar remédio quando está doente;
14) Pedir penico pra pai e mãe;
15) Mudar o tom da voz quando vai brincar com o cachorro, gato, etc;
16) Deixar copo e prato espalhado pela casa (essa eu confesso...);
17) Ter quarto / guarda-roupas zonado;

Enfim, são muitas as coisas que a gente diz que "são de criança" mas que continuamos a fazer quando adultos. A lista é interminável, portanto sintam-se a vontade para complementar.

Músicas antigas remodeladas

E se a gente pegasse músicas antigas e transportassemos elas para a realidade atual? Ia ser uma coisa realmente muito engraçada ver como a tecnologia muda a nossa vida e a gente nem se dá conta disso.

Enfia o dedo, e dá uma rodadinha
Enfia o dedo, e dá uma rodadinha
Não é nada disso que você está pensando
É o telefone que eu estou falando!

A versão digital dessa música seria:

Balança o dedo, e liga o bluetooth
Balança o dedo, e liga o bluetooth
Não é nada disso que você está pensando
É do celular 3G que eu estou falando!

E os famosos Jererês?

Jererê, Jererê, LSD!
Jererê, Jererê, LSD!
Eu tava no meu quarto
Baixando um arquivão
Veio a minha mãe
E derrubou a conexão!

Jererê, Jererê, LSD!
Jererê, Jererê, LSD!
Eu tenho uma prima
Que se chama Julieta
Ela liga a webcam
E me mostra o cabelo! :X

É, a idéia foi ótima mas ficou uma merda...

25 de jul de 2008

Santa grosseria, Batman!

Da série: brincadeiras que não devem ser feitas entre namorados. Sexo pra ele só em 2014. Se o Brasil for hexa.

Cata-Corno

Mulher Melancia, Daniel Dantas Preso, Lula, Ronaldo Fenômeno, Olimpíadas de Pequim.

Meu amigo Computador

Computador é igual a filho. Quem tem, ama incondicionalmente, mesmo que em determinados momentos a vontade seja de enviá-lo via Sedex 10 diretamente para o inferno. O problema é que, seguindo a analogia proposta, você tem que educar o seu computador. Lembre-se que ele não passa de uma máquina. Pelo menos até 2099, quando elas se revoltarem e criarem a Matrix.

Como uma máquina qualquer (na maioria dos casos), o computador depende de um operador. Por mais que uma máquina seja automática em sua operação, alguém teve que ir lá ligar na tomada. Por isso eu não acredito que algum dia seremos dominados pelas máquinas e computadores. Dependentes sim, dominados não (que paradoxal né?). Qualquer revoltazinha medíocre delas acabará em algumas horas (não tem bateria que agüente) ou então é só ligar pra Neoenergia e mandar eles desligarem o abastecimento.

Por depender de um operador, a máquina vai produzir resultados (na maioria dos casos) relacionados às ordens que recebe. Claro que devemos considerar também o estado geral do hardware (componentes como memória, hd, processador, placa-mãe), e quais softwares são utilizados. Softwares e sistemas em geral, tem muitos Bugs. MUITOS. Sempre terão. Ninguém é obrigado a saber identificar isso, a não ser que trabalhe na área, mas é bom ter um conhecimento básico apenas para não ser enrolado por um técnico meia-boca.

"Software é a parte que você xinga. Hardware é a parte que você chuta."

Portanto, a forma como você o utiliza diz muito sobre a quantidade de problemas que o seu computador apresenta. Assim como um filho mal-educado que grita, esperneia, quebra as coisas, faz os pais passarem vergonha, etc. Então, se você realmente ama o seu computador e praticamente o considera um apêndice do seu corpo, faça o seguinte:

1) Jamais abra e-mails, muito menos anexos de pessoas desconhecidas. Você não vai para Miami de graça. A Nokia não distribui celulares. Você não vai ter 7 anos de azar se não repassar determinada corrente.

2) Tenha sempre um anti-vírus instalado e atualizado em seu computador. Por mais inútil que possa parecer, ruim com ele, pior sem ele. Existem diversas opções de anti-vírus gratuitos, como AVG, Avast, E-trust E-Z Anti-Vírus entre outros. Outra coisa importante é ter um programa anti-spywares e malwares. Se você é usuário do Windows, já existe uma ferramenta da própria Micro$oft, gratuita, chamada Windows Defender. Mantenha-os sempre atualizados.

3) Antes de encaminhar um e-mail para 1287 pessoas informando de um vírus letal com a foto da Mulher-Melancia (creia, ela tem um blog) que irá destruir os dados de todos os computadores da sua família e vizinhos caso você o abra, verifique a veracidade no Google. Caso não saiba como procurar, pergunte a algum amigo que trabalhe na área ou alguém com mais conhecimento.

4) JAMAIS abra sua conta bancária em um computador que não seja o seu. Não abra no do seu irmão, do seu namorado, namorada, marido, esposa, pai, mãe, primo, tia, sobrinho. Nem preciso dizer que em Lanhouse é proibido, não é mesmo minha gente? Abra apenas no seu e mesmo assim se tiver certeza que ele encontra-se livre de pragas virtuais.

5) PEÇA AJUDA! Não é feio, não é vergonhoso, não existe pergunta estúpida. Estúpido é não perguntar e depois ter que desembolsar uma grana para algum espertinho que vai resolver seu problema com dois cliques. E você ainda vai reclamar que foi caro. Culpa sua, trouxa. Na próxima tenha mais cuidado.

Boa sorte amiguinhos. E lembrem-se de NÃO me ligar em pleno sábado ou domingo fazendo alguma pergunta estúpida (ops, escapou!).

24 de jul de 2008

WALL-E


Wanderley Araujo de Lima Lucena - Estagiário ou WALL-E

Sou grande admirador das animações. Principalmente as da Pixar. Conheço-as desde a época de Luxo Jr. Geri´s Game. Presto. A Pixar parece se superar a cada dia.

Wall-E é simplesmente uma obra-prima. Os cenários são ridiculamente perfeitos. A crítica que o filme faz a humanidade é clara como a água. Estamos acabando com o planeta e ficando cada dia mais gordos. Em algum momento isso cobrará um preço. E a riqueza mundial não vai poder pagar essa conta.

O filme mostra também que o amor é a coisa mais importante em nossas vidas. Que até um robô teoricamente desprovido de emoções é capaz de ir até a Lua por amor. E que nós deveríamos voltar a fazer isso de vez em quando.

Avaliação: 10/10

Outros filmes assistidos recentemente:

Made of Honor: 7/10
Georgia Rule: 7/10
Balls Of Fury: 5/10
Bee Movie: 8/10

23 de jul de 2008

Mais um para a conta

Eis que a dor de cabeça suportável veio chegando, conforme eu havia previsto. E fui jogar meu tênis (fazer aula) pra ver se a famigerada ia embora, mas não adiantou.

E mais um dorflex foi para a conta. O que faz também que seja zerado o contador do meu Recorde de Abstinência Enxaquecal.

Direito de Réplica

Recomendo lerem essa postagem em que fui citado no blog do meu amigo Eden. Tirando todas as mentiras, só tenho um comentário a fazer sobre a minha fixação pela bunda dele, segundo o próprio. Segue uma piada para ilustrar:

O pai e o filho iam visitar o dono da empresa onde o pai do garoto trabalhava, quando este alertou a criança, que era muito traquinas:
- Filho, chegando lá, por favor não faça nenhuma piada com o nariz do Seu Agenor.
- Por quê, papai?
- Simplesmente me obedeça!
- Tá, tudo bem!

Chegando lá, após os cumprimentos formais, o menino soltou:
- Pai.
- Sim filho.
- Ainda não entendi porque o senhor pediu que eu não falasse nada do nariz do Seu Agenor. O Seu Agenor não tem nariz!

Sendo assim, discordo com Eden no que diz respeito a minha fixação pela zona glútea dele.

Eden, isso é impossível, pois numa escala de 0 a 10, sua bunda é -2. Ou seja, não dá pra ter fixação por algo que não existe.

Xerunda!

Alegria de enxaquecoso dura pouco

Dor de cabeça suportável chegando.

Eu sabia que não ia durar muito. Espero que meu livro tenha chegado.

Mas calma lá, nada de Dorflex por enquanto.

Quando passar o contador zera.

Abstinência

Levando-se em conta que ontem tomei um Dorflex, hoje vou criar a categoria que estabelece meu recorde de dias sem dor-de-cabeça / enxaqueca. Não sei ao certo qual é o meu recorde, mas lembro que recentemente cheguei a ficar 15 dias sem sentir nada.

Pensei até que tinha morrido, tão belo era o dia, tão brilhante era o sol. Sendo assim, começarei a contar a partir de hoje, e tenho orgulho de dizer que já estou a 24h sem nenhuma intercorrência enxaquecal ou dor-de-cabeçal.

Aguardemos.

Músicas que grudam no meu ouvido

Tenho um seríssimo problema com músicas que grudam no meu ouvido. Consigo ouví-las por um dia inteiro, repetidamente. Essa aqui é uma delas.

Políticos "Sujos"

Começou a época de propaganda política. As campanhas para prefeito e vereador são as mais divertidas, pois ao que parece, não há o menor critério para definir quem pode ou não ser candidato nesse país. O divertimento é grande com as figuras folclóricas que apresentam-se na TV para riso e desolação geral do eleitorado. Num país onde não se leva nada a sério, até bode já foi eleito vereador.

Porém, o que mais me irrita nesse período é ver esse povo entregando adesivos, panfletos, santinhos e o diabo a quatro no meio da rua. Deus me livre colar adesivo de algum candidato pulha que jamais vi na vida. Se quiserem que eu faça propaganda que me paguem. Aí eu começo a conversar sobre o assunto. Enche o saco uns jovens de uns 20 anos correndo desesperados entre os carros, atrapalhando o trânsito, correndo o risco de serem atropelados por motos, implorando para que a gente aceite aquele papel inútil. Pobres coitados ganhando R$10 por dia, entregando a propaganda até a quem não pode votar. Público alvo é palavrão, o objetivo é se livrar do caramaço de papel e ir "torrar" a grana.

Então o negócio é o seguinte: lancemos a campanha "EU NÃO VOTO EM POLÍTICO SUJO". Ainda (eu disse 'ainda') não estou questionando a honestidade desses candidatos. Quando falo sujo, é no sentido de ambientalmente corrupto. Toneladas de papel são gastas nessas propagandas, contribuindo com o desmatamento, o aumento do aquecimento global, a poluição e criação de lixo nas cidades. Todo esse dinheiro poderia ser utilizado para obras bem melhores.

Vote no político que distribui uma muda de árvore no semáforo. Vote no político que distribui um livro nas esquinas (eu sei que é feito de papel, mas pelo menos alguém irá aprender alguma coisa). Vote no político que não suja o nosso Recife, que anda para lá de fétido e carcomido.

Eu não voto em político sujo. E você?

22 de jul de 2008

A boa memória dos enxaquecosos

Por Samuel Ribeiro

'Quem sofre desse mal tem a memória bem mais afiada do que aqueles que passam longe dele, segundo estudo da renomada Universidade Johns Hopkins, publicado no periódico americano Neurology. Exatos 1 448 voluntários entre 40 e 50 anos foram submetidos a testes. Para nossa surpresa, os portadores da doença tiveram um declínio da capacidade cognitiva, que, aliás, é normal com o avanço da idade, bem menor do que aqueles que não se queixavam desse tipo de dor, conta a pesquisadora Amanda Kalaydjian, líder da equipe. A descoberta abre novos caminhos para entender de que forma mudanças na atividade cerebral, como as que ocorrem nas crises de enxaqueca, interferem no processo de retenção de informações.'

Matéria completa aqui.

Hey, no meu caso isso é bem verdade :D

Enxaqueca - Só tem quem quer

Fui procurar alguns links para ilustrar algumas explanações, e também para socorrer outros enxaquecosos como eu. Procurei inicialmente no Orkut, pois com certeza há comunidades de pessoas que sofrem do mesmo mal e que gostariam de trocar idéias e se informarem sobre o assunto.

Sendo assim, no argumento de busca coloquei a palavra 'Enxaqueca' e eis que surgiu uma comunidade com 11.357 participantes. Isso é potencial para pelo menos 11.357 dorflexes num único dia. A R$3,50 a cartela, caso um enxaquecoso padrão consuma uma cartela por mês (sendo bem modesto), seriam 11.357 cartelas x R$3,50, o que dá um total de (abrindo a calculadora do Windows) R$39.749,50 por mês. Isso só contando os enxaquecosos que tem acesso a Internet e profile no orkut. Avalie se incluirmos os índios, agricultores e demais excluídos digitalmente?

Minha gente, vejam a importância dos enxaquecosos para geração de empregos, movimentação financeira e soneg... digo, arrecadação de impostos na indústria farmacêutica!

O mais interessante foi continuar a busca e encontrar essa comunidade, que faz propaganda de um livro chamado 'Enxaqueca só tem quem quer', do escritor Alexandre (Who?) Feldman. Até vou ler, para não criticar gratuitamente, mas vou retrucar o título do livro com uma frase que poderia muito bem ter sido criada por Seu Lunga:

'Tomar no cu só manda quem quer.'

E tenho dito.

**UPDATE: comprei o livro, por absurdos R$39,90. Se nada do que o cara fala funcionar, vou processar por propaganda enganosa.

Têmporas x Mamães-Sacode

Depois que a enxaqueca sai da nuca e passa para a testa (aí, não sei se quem tem cabeça maior sofre mais), começa o festival do latejar das têmporas.

Para dar uma dimensão de como é bizarro, se o enxaquecoso em questão for dormir de lado com as têmporas latejando, a cabeça fica balançando. É sério!

Fico imaginando como elas ficam lá latejando e dizendo "Vai lá ver a cara do otário". Aí imaginei um estádio com 80.000 têmporas enlouquecidas, assistindo a apresentação das Temporetes com suas Mamães-Sacode do inferno fazendo minha cabeça pular e doer como um chute no saco dado com uma Bota Zebu com ponta de ferro.

Contador de Dorflex

Ah, esqueci de dizer no post anterior, que o meu poço da juventude, meu amigão, meu camagada, meu 'Remédio que faz a enxaqueca passar' é o Dorflex.

Citrato de Orfenadrina na guitarra e vocais
Dipirona Sódica no baixo
Cafeína Anidra na bateria

Essa é a fórmula da felicidade. a banda The Dorflexes é a que toca no meu coração.

E tive a idéia de fazer o 'Contador de Dorflex'. Sempre que tomar 1 colocarei por aqui.

Esse é o primeiro

Enxaqueca.

Óbvio. Para marcar o retorno, nada mais justo do que falar sobre o título inicial do blog. E-N-X-A-Q-U-E-C-A.

Quem tem, sabe do que tá falando. Frescura para uns, desculpa para outros, o fato é que quem sofre desse mal se FODE BONITO. É triste. É horrível. É torturante. Por vezes chega a ser desesperador.

O grande segredo do Enxaquecoso, é descobrir quais são os fatores que desencadeam a enxaqueca. Sabendo quais são, é possível diminuir e até evitar algumas. Outra coisa interessante é descobrir qual é o remédio que irá atuar melhor no seu tipo de enxaqueca. Ir ao médico é importante, evitem auto-medicação e misturas milagrosas. Isso no máximo vai criar resistência no seu organismo para algumas substâncias, e fazer com que você precise de doses maiores do remédio que não-faz-efeito-nem-com-o-caralho.

Paralelamente a medicina ocidental (e oriental, e quiçá espiritual), vale a pena ler artigos, se informar e estudar a si mesmo. No meu caso, comecei a ter enxaquecas há uns 5 anos. Atualmente posso dizer que estou numa fase light, pois tenho 1 dor de cabeça suportável por semana e 1 enxaqueca a cada 15 dias por aí.

O que eu descobri sobre mim mesmo é que meu excesso de ansiedade contribui bastante para me deixar tenso, o que enrijece os músculos das costas e pescoço, fazendo com que a dorzinha que insiste em não passar suba para a nuca. Aí é que começa a enxaqueca. Dor na nuca é horrível, mas o que está por vir é 1000x pior.

O sono é talvez o fator mais crucial para o desenvolvimento ou para a prevenção da crise enxaquecosa. Eu por exemplo, preciso de 06h de sono por noite para me recuperar. A matemática é:

if 'horas de sono' < 6 = enxaqueca
if 'horas de sono' > 6 = enfado = enxaqueca
then
'horas de sono' = 6

Então, dormir pouco significa enxaqueca, e dormir muito significa enxaqueca. Tenho que dormir o necessário. Isso mesmo. Acordar ao meio-dia no sábado e no domingo? Não sei o que é isso há anos. O Globo Rural é o meu melhor amigo ao acordar.

Sentiu a dorzinha de cabeça chegando? Nada de comer, fella. No meu caso, enxaqueca = estase gástrica. O estômago fica lento e preguiçoso. Só muito líquido e comida bem leve. Danar feijoada no bucho = enxaqueca HORRÍVEL e a única solução é vomitar o mais rápido possível.

Para um post inicial sobre enxaqueca, esse até que foi esclarecedor. Depois postarei mais algumas informações e dicas, além de uns links legais sobre o assunto.

P.S.: acho que hoje é o dia da dor de cabeça suportável!

Contato

Enxaqueca é um mal que muitas pessoas sofrem, mas só quem realmente sofre do problema entende como é doloroso.

Alguns exemplos de como o enxaquecoso se sente durante uma crise:

- Sua cabeça é a bola numa partida de Rugby;
- Alguém colocou uma prensa mecânica na sua cabeça e começou a apertar;
- Sua cabeça está dentro de um tambor da bateria da Mangueira;
- Você se senta e a geral do Maracanã faz fila para lhe dar um pedala Robinho;

Portanto, se você sabe como é isso e quer entrar em contato com o Enxaquecoso, sinta-se a vontade. Só não vale praguejar. Qualquer assunto é permitido, inclusive críticas e sugestões.

É só clicar aqui!