12 de dez de 2008

Mônica e cebolinha descobrem o que é bom.

Maurício de Souza é um gênio. Consegue, com seus gibis, prender a atenção das crianças, adolescentes e adultos há décadas. Eu mesmo, não compro mais gibis da Turma da Mônica nas bancas (acho que pra não pagar mico) mas não posso ver um gibi da turminha dando sopa, que leio em 5 minutos.


As histórias misturam tudo o que a inocência dos 6 ou 7 anos das crianças tem a oferecer, com tiradas muito mais inteligentes e humor as vezes até ácido para tratar certos assuntos.


Eu e meu irmão sempre achamos que os gibis, principalmente o da Mônica e o do Cebolinha não fossem exatamente indicados para crianças, pois já lemos até uma história em que Cascão falava um espanhol arranhado (ou melhor, Cascarón, o primo argentino do Cascão).


O assunto do momento é sobre a Turma da Mônica Jovem, a nova linha de revistas em que os personagems ganharam novos contornos (e no caso da Mônica, que contornos!). Os olhos grandes, traços afeminados e nova roupagem (assim como nos Mangás) deu novo fôlego a turminha, e novas e interessantes histórias devem surgir.


Com uma Mônica tão gostosa, é provável que um novo público passe a acompanhar a personagem mais de perto. Os bronheiros de plantão.


A criação dessa linha de histórias, com a turma mais velha, sempre foi comentada e era até esperada. Todo mundo sempre foi meio que a favor da idéia inconscientemente. A vontade era de que os personagens fossem crescendo junto conosco, indo para a escola (aliás, por que só o pobre do Chico Bento ia pra escola?), se formando, casando, etc. O babafá surgiu quando foi anunciado um beijo na boca, que acabou mostrando-se apenas um inocente selinho, entre Mônica e Cebola (agora com bem mais que cinco fios de cabelo e só trocando os R´s pelos L´s quando está nervoso).


A imagem do beijo está logo abaixo, retirada do Google. Se toda essa expectativa foi gerada com um mísero selinho, imagina quando eles estiverem namorando na escada do prédio e o cebolinha ficar armado pela primeira vez? Ou se Mônica e Magali forem acampar, e aparecerem de calcinha? Ou se a Marina se revelar lésbica? Meu Deus, quantas possibilidades!

Maurício de Souza que não é bobo nem nada, tinha que desenhar as meninas da turma com 90-60-90, não é mesmo?


Vou logo providenciar a minha assinatura!


Nenhum comentário: