1 de dez de 2008

Santa Catarina

Muitas são as campanhas de doação para ajudar aos desabrigados em Santa Catarina. Eu confesso que sou uma pessoa extremamente benevolente e solidária. Mas fico estarrecido com a inaptidão do país (leia-se Governo) em contingenciar catástrofes.

O Brasil é extremamente privilegiado geograficamente. Salvo raras exceções, não há casos de desastres naturais de maiores proporções, como terremotos, tsunamis, maremotos, tufões, furacões, vulcões, etc.

O que se vê acontecendo no estado de Santa Catarina é a junção de mudança climática provocada pelo homem, avanço irregular e desorganizado de grandes cidades, falta de infra-estrutura básica de saneamento/escoamento e incompetência dos poderes.

Conforme citado em diversos blogs, inclusive nesse post do cabeção, há dinheiro no Governo para pagar 57 milhões de reais num avião novo, dinheiro para salvar empresas, reservas em dólar para os tempos de crise, bilhões para explorar o pré-sal (que vai ficar só no pré). Mas a ajuda humanitária para os sofredores de SC deve vir da iniciativa privada. Tudo nesse país parte da iniciativa privada.

O Governo já onera o cidadão com a pesada carga tributária, repassa a responsabilidade do Estado em prover educação e saúde de qualidade para a população, tendo em vista que a maior parte do bolo do Leão é desviada/furtada de forma escandalosa. E nós é quem temos que doar?

Dane-se a burocracia. Em casos de urgência/emergência/calamidade pública, a burocracia deve ir para as cucuias. São vidas que estão em jogo. É só fazer como no Panamericano ou com a candidatura as Olimpíadas de 2016. Vamos gastar sem dó nem piedade, sem prestar contas nem licitar. Pelo menos dessa vez é para ajudar quem perdeu tudo.

Aliás, pobre é engraçado. Sempre diz que não tem nada e quando acontece uma tragédia diz que perdeu tudo. Que digam os saqueadores, que não deveriam ser chamados assim. São ladrões mesmo. E estão roubando em plena luz do dia. Bota a polícia em cima, o exército, todo oficial da lei armado e com poder para dar voz de prisão e algemar esses delinquentes.

Dvds e Tvs de LCD/Plasma não enchem a barriga de ninguém. Não se constrói prédio e casa com parede de câmera digital ou laptop. Prendam esses fdp´s o mais rápido possível. Se não tiver cadeia por conta da chuva, acorrenta todos e bota eles pra erguerem a nova morada deles, o xilindró.

Se você, cidadão de bem, honesto e trabalhador, quer doar o seu rico dinheirinho para ajudar na assistência aos desabrigados, é com você. Como saber o que será feito com o dinheiro? Como saber quem é e quem não é desabrigado e foi afetado pelas chuvas? Ou vocês acham que nos galpões e ginásios de escolas não tá cheio de gente se aproveitando pra se dar bem?

Lembrem-se do caso dos Sem-Terra. Deve haver um ou outro agricultor que realmente passa miséria e tudo o que quer na vida é um pedacinho de terra pra sobreviver. Mas a maciça maioria quer apenas fazer algazarra, anarquia e mamar nas tetas do Governo. Receber terra de graça e vender em seguida.

O Brasil é o país da ladroagem, da falcatrua e da picaretagem. Que diga o nosso Presidente, que vai se aposentar com uma aposentadoria astronômica, vê o seu filho enriquecer ilicitamente a olhos vistos por conta de lobbysmo e que tudo o que fez foi sobrevoar de helicóptero as áreas afetadas. Pena que o helicóptero não caiu por lá.

Quer doar? Doe. E lembre-se que não há recibo, nota fiscal ou garantia alguma de quem está recebendo o dinheiro e o que fará com essa montanha de doações do povo brasileiro que insiste em ser solidário aos outros, mas nunca a si mesmo.
A imagem abaixo foi retirada do Blog do Juca, que suponho tenha verificado a veracidade das contas exibidas na imagem. Não posso confirmar que são de fato da Defesa Civil de SC.

Nenhum comentário: